quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Vegetable Man e o legado de Syd Barrett


Hoje, o nome Syd Barrett pode não dizer muita coisa. Porém, de 1965 a 1968, Syd esteve à frente daquela que viria a ser uma das maiores e mais controversas formações musicais de todos os temposo Pink Floyd. Na época, o conjunto atendia por uma sonoridade mais psicodélica, fortemente influenciada pelas viagens lisérgicas de seu líder e principal compositor. Arnold Layne e Interstellar Overdrive são alguns clássicos dessa faseconsiderada por muitos o melhor momento da banda.

Mas foi outra composição que inspirou a gravadora italiana Oggetti Volanti Non Identificati (OVNI) a promover um inusitado tributo. Escrita por Syd pouco antes de deixar o grupo, Vegetable Man nunca foi lançada oficialmente. A letra fala de como o músico se sentia em relação ao mundo e às pessoas ao seu redoruma clara mostra do estado mental cada vez mais debilitado em que se encontrava em decorrência da esquizofrenia aliada ao uso abusivo de LSD.


Lançado em 2002, The Vegetable Man Project vai além de uma simples homenagem ao fundador do Pink Floyd e sua canção. A ideia é lançar, até 2030, uma compilação de 50 volumes, cada um trazendo 20 versões para Vegetable Man, totalizando 1000 releituras da composição. Até o momento, a série chegou apenas ao sexto volume, datado de 2009 e lançado pela Yellow Shoes Records.

Participam do tributo artistas independentes de várias partes do mundo, inclusive do Brasil: Posthuman Tantra e o sitarista Alberto Marsicano, falecido em 2013, integram o quarto CD (2005). Em uma de suas últimas entrevistas, concedida a este blog (leia aqui), Marsicano comenta sobre a reação de Syd à sua interpretação.O pessoal da gravadora entregou o CD a ele [Syd] pessoalmente, em Cambridge (Inglaterra). Syd ficou curioso em ouvir sua música no sitar e na hora colocou o disco pra tocar. Segundo os produtores, ele rira e disse ter gostado muito da minha versão.

Syd Barrett morreu em julho de 2006, aos 60 anos, vítima de diabetes.

Capa do vol. 5, produzida pelo brasileiro Edgar Franco

Algumas faixas do projeto estão disponíveis no Myspace: